6 de set de 2010

FESTA DE LANÇAMENTO DO IV BH INDIE MUSIC DIA 07 DE SETEMBRO

BH INDIE MUSIC REALIZA QUARTA EDIÇÃO 

Entre setembro e outubro, festival reúne 85 bandas independentes em palcos da capital mineira Em Belo Horizonte, sete de setembro também é o dia da celebração da música independente. A data marca a abertura da quarta edição do festival BH Indie Music, que promoverá, durante seis semanas, 42 shows com 85 bandas autorais de todo o país. 
Com o objetivo de divulgar a produtividade da cena local e expandir o diálogo com músicos de outras localidades, a edição 2010 promove a descentralização do festival, abrangendo áreas públicas e espaços não convencionais a preços populares e até gratuitos. 
O evento não tem patrocínio da iniciativa privada ou do poder público, formato inédito no país. Na programação, estão representados bandas e músicos de Minas, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Distrito Federal, Bahia e Pernambuco, que realizam a gerência total do próprio trabalho. “O evento é destinado ao cara que atende ao telefone, vende e produz o próprio show, que manda prensar o CD em Manaus e o leva na loja. Esse é o leiaute do independente”, define a organizadora Malu Aires. 

PALCOS DO FESTIVAL EM 2010 
Entre os palcos confirmados para o IV BH Indie Music, estão a Casa Cultural Matriz e o bar A Obra, parceiros das edições anteriores; o espaço cultural Butecando, no coração de Belo Horizonte; o Centro Cultural Padre Eustáquio, administrado pela Fundação Municipal de Cultura, e Centro Cultural Nem Secos, localizado no bairro da Lagoinha; e o tradicional Teatro Marília. 

A FESTA DE ABERTURA DO FESTIVAL SERÁ MANTIDA EM SIGILO AOS CONVIDADOS 

A abertura do IV BH Indie Music surpreenderá a todos. A concentração será na Praça Sete, às 14 horas do Dia da Independência. De lá, o público será levado ao local onde acontecerão shows e performances de artistas de destaque da cena independente mineira, como as bandas Dmor, Spooler, Atack Epiléptico, Bertola e os Noctívagos, Favela Groove, Paulo Thomáz, Simples e Luis Curinga. A manobra da organização é a de ocupação permanente deste espaço para a distribuição fonográfica dos discos independentes produzidos em todo o país. 

EDIÇÕES ANTERIORES 
A primeira edição do evento foi realizada em junho de 2008, com 18 bandas mineiras dividindo o palco da Casa Cultural Matriz. A iniciativa logo se tornou um dos maiores movimentos independentes do país: no II BH Indie Music, no segundo semestre de 2008, 52 bandas dividindo o palco de cinco casas, enquanto no terceiro festival reuniram-se 102 grupos em oito espaços da cidade. A iniciativa também promove shows semanais na Casa Cultural Matriz, apresentando artistas de destaque da cena belo-horizontina. 

Para conferir a programação e as bandas participantes, acesse:

 
--

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More